DEZEMBRO 2011

Terça-feira, 6, 19h00

LEITURA INTERNACIONAL DE POESIA

apresentada por

Lauren Mendinueta

poetas convidados

Begonya Pozo

Vicente Brerenguer

Miguel-Manso

Begonya Pozo (Valência, Espanha, 1974).
Doutora em Filologia pela Universidade de Valência, é professora,desde 1998, no Departamento de Filologia Francesa e Italiana da mesma universidade.
Fundadora do Prémio de Poesia César Simón e da Aula de Poesia da Universidade de Valência.
Bibliografia: El muro de la noche (Germinal, València, 2000), Tiempo de sal (Edicions 96, Carcaixent, 2004), Poemes a la intempèrie (València, 3i4, 2011), A contracor (edició bilingüe català-castellà) i Novunque. Quaderno romano (edició bilingüe italià-català), estes dois últimos títulos em processo de publicação.
Os seus poemas estão traduzidos em inglês, português e esloveno. Tem também um blogue literário:
http://begonyapozo.blogspot.com

Vicente Brerenguer(Valência, Espanha, 1955).
Estudou na Universidade de Valência.
Tradutor de catalão e português, tem traduzido autores como: Eugénio de Andrade, Ruben Fonseca, José Cardoso Pires e Ana Marques Gastão.
Dirige, desde 1986, a colecção de poesia “Ediciones de la Guerra”.
Colabora em jornais e revistas, como: Levante, El País, Avui, Daina, Caràcters, Lletres Valencianes, entre outros.
Bibliografia: Guants de macam (València: El Cingle, 1985),Carmí vora els llavis (València: El Cingle, 1986), Dalila (València: La Forest d’Arana, 1989), La terra interior (València: Edicions de la Guerra, 1989), Imitació de la soleda (València: Belinchón & Stabile, 1990), L’home no confia en la ciutat (Alzira: Bromera, 1996), La terra interior i altres poemes (Paiporta: Denes, 2011).

Miguel-Manso (Santarém, Portugal, 1979).
Estudou Design de Comunicação e desenho, foi técnico de biblioteca e vigilante de museu, arranjou biscates, viveu em Paris e escreveu sobre Oriente, e à beira dos trinta publicou dois notáveis livros de poemas: Contra a Manhã Burra, edição de autor, e Quando Escreve Descalça-se", edição da livraria Trama. Em 2010 publicou Santo Súbito, edição de autor.

Lauren Mendinueta (Barranquilla, Colombia,1977)
Começou e a escrever poesia quando trabalhava como bibliotecária em Fundación, uma pequena aldeia colombiana.
Desde então, tem-se dedicado à escrita e à realização de workshops de promoção e criação literária para crianças e jovens.
Até hoje publicou seis livros entre poesia, biografia e ensaio. A Universidade Externado de Colômbia publicou uma primeira antologia da sua obra titulada Poesía en sí misma, em 2007.
O seu livro La vocación suspendida (2008) recebeu em Espanha o VI Premio Internacional de Poesía Martín García Ramos. Em 2011 o seu livro Del tiempo, un paso foi galardoado com o Premio César Simón da Universidade de Valência, além do Premio Nacional de Crítica e Ensaio de Colômbia (Ministério de Cultura, Universidad de los Andes, 2011).
É frequentemente convidada para festivais e encontros literários na América e na Europa. A sua poesia está traduzida em inglês, italiano, russo, alemão e francês, português e incluída em diversas antologias. Vive em Lisboa.

 

Agenda..