A antologia de canções deste CD resulta de uma colecção iniciada em finais da década de 1970, na procura de uma analogia entre a, então, chamada “canção de intervenção”, e a canção popular relacionada com as conjunturas políticas coetâneas, procurando exemplos menos óbvios que os publicados por António Tomás Pires, no Cancioneiro Popular Político (1891).


Um dos problemas, na elaboração de uma antologia como esta, é a definição de critérios que validem a representatividade de um pequeno conjunto dentro do vasto domínio. Mau grado a subjectividade se poder sobrepor ao rigor inicialmente pretendido, o gosto musical foi assumido como um dos critérios.


Sem preocupações de aproximação ao estilo da época, as melodias foram rigorosamente respeitadas, sendo apenas transpostas, da versão publicada originalmente, para a tessitura de soprano. 


Foi utilizada uma guitarra romântica, também chamada, em Portugal, viola francesa, construída pelo violeiro Manuel Pereira (Lisboa 1840-1889). Apesar de restaurado, o instrumento evidenciou alguns fenómenos acústicos em determinadas frequências, pelo que, nas cantigas «Periquito», «Ó Ana Brites» e «Mariana Costureira», foi utilizada uma guitarra «Conde Hermanos», de 2002.

O LIVRO


Texto: João Pimentel Carreiro 

Coordenação editorial: Carmo Gregório

Capa e ilustrações: Pierre Pratt

Produção: Finepaper

ISBN: 978-989-96566-5-9

Edição: Fabula Urbis, 2020




O CD


Antologia e arranjos: João Pimentel

Voz: Ana Baptista: 

Guitarra: João Pimentel

Direcção musical: João Pimentel e Ana Baptista

Gravação: Estúdios Namouche 

Som: Bernardo Centeno; João Magalhães; Joaquim Monte

Edição: Fabula Urbis 2020

 SPA 2020

Ana Baptista

Iniciou  estudos musicais com 5 anos de idade e, em 1996 ,ingressou na Escola de Música do Conservatório Nacional de Lisboa, tendo terminado o curso de canto em 2002.

Tem uma vasta experiência enquanto coralista, desenvolvendo actualmente actividade no Coro Ricercare que, juntamente com a Orquestra Sinfonietta de Lisboa, constitui a Associação Musical Ricercare, dedicada sobretudo à divulgação de música de jovens compositores portugueses. 

Ligada desde sempre à actividade musical da sua comunidade, é maestrina do Coro da Comunidade da Achada e do Coro Infanto-Juvenil S. João de Deus.

Integrou vários projetos musicais, incluindo a Off&Sina de Mvsica.

João Pimentel

Iniciou estudos formais de música, que desenvolveu informalmente. 

Participou, como guitarrista, no movimento da chamada canção de intervenção, tendo acompanhado cantores como Adriano Correia de Oliveira, Francisco Fanhais, Francisco Naia, José Afonso, Pedro Barroso e Manuel Freire, e desenvolveu trabalho de divulgação da música popular açoriana com o cantor Bartolomeu Dutra.

Escreveu música para teatro e cinema, e participou em diversas gravações como guitarrista e arranjador.

Colaborou com vários grupos de música popular, sendo um dos fundadores da Off&Sina de Mvsica.

01. Passarinho Trigueiro

02. El-Rei Sr. D. João

03. Flor da Murta

04. D. Sancho

05. Domingos Afonso

06. Periquito

07. Maria Cachucha

08. Afasta, Janota

09. Torradinhas com Manteiga

10. Ó Ana Brites

11. Giraldinho

12. Mariana Costureira

13. A Saloia dos Ovos

14. Dez Horas