Julho-Setembro 2014

KIM PRISU

Tenho um sonho

PINTURA

12 de Julho a 30 de Setembro

 

 Tenho um sonho

Tenho um sonho
Riscar e colorizar o íntimo devaneio
Imergir nos anseios de uma meditação impalpável
Levar essa apreciação numa forma figurativa
Transportar me no insubstancial
Até clarificar uma interpretação
Empapelar o porvir 
Extenuado na afluência
Transmitir enlace a transe
Do desejo alvoroço
Num anseio suposto de um real Contexto quimérico
Luminosa Criação estima de consortes
Inventar o Éden
Idealizar vivendo para o hoje
Infinita perturbação consumida da vontade  
Desembrulho o particular sonho
Satisfação
Trespasso melancolias instintivas
De uma Puerícia absorvida numa imaginação venturosa
Observando esclarecimentos em traçados e cores por jubilação confinaram.

Kim Prisu Maio 2014


 

 Joaquim António Gonçalves Borregana dito KIM PRISU, nasceu em 1962, em Aldeia da Dona, distrito da Guarda.Aos nove meses foi levado para França. Nos anos 80, em Paris, Kim Prisu e Quim P. (Joaquim Pereira) cria o conceito Nuklé-Art

Em 1984, K. Prisu, com Kriki (Cristian Vallée) e Paul Etherno, funda o grupo “NUKLÉ-ART”, que funciona num conceito de arte total.

Os “Nuklé-arts” são levados pelas correntes da “Figuração livre, Medias Peintres, das quais a crítica Francesa diz que são pioneiros.
Kim Prisu e os “Nuklé-Art” para tornarem conhecida a sua Arte começaram por instalar obras na rua, no metro...que se assimilaram com as dos grafiteiros.

De 1984 a 1987 “Nuklé-Art” existiu em grupo estruturado. 

Em 1986 “Maitre Binoche e Godeau” com o leilão “les jeunes débararquent” levou a geração dos anos 80 para o mercado oficial, facultando a entrada em galerias de arte: “galerie du jour, Agnes B, galeria “Jean Marc Patras, Anne Rouff”, galeria J.P Christophe na avenida Matignon, Galeria Sanguine”…
Realizou exposições pessoais e colectivas onde também estiveram obras do J. M Basquias, Keith Haring ,  R.Combas, H Dirosa,

Em 1990 foi convidado pela galeria “East Side Gallery -GDR-” de Berlim para pintar sobre o Muro na parte oriental que repintou em 2009 para os 20 anos da queda do famoso muro, que vai ficar para memoria para a gerações futuras.
Em 1989 Kim Prisu, começa o seu primeiro projecto em Portugal, em parceria, fazer uma Aldeia Cultural, em Aldeia da Dona sem limites de tempo. Hoje podem-se ver várias esculturas ligadas à memória cultural do sítio onde estão erguidas.
Só em 1994 é que o Kim, por intermédio de um coleccionador Suíço e da galeria de arte “Cristophe”, apresenta, pela primeira vez o seu trabalho no “Clube Arte 50” em Lisboa.
Em 1996 Kim Prisu regressa a Portugal, recomeça um novo percurso na vida artística e expõe em vários sítios: Guarda, bienal de Coruche, Bienal do Avante, Museu da Resistência Lisboa, Palmela, Setúbal, Lisboa, Alhos Vedros, Setúbal, museu do Sabugal …
Continua no mesmo conceito de arte total com o Mundo dos Inteiros que criou em 2003, com os quais faz poesia performances, cartazes e também colabora com o teatro Aquilo.
Em 2005, o seu quadro, "Naissance de trait bleu" é apresentado como exemplo numa conferência na exposição “Sons et lumières no Centro Pompidou”.
Em 2008 concebeu duas obras publicas, “o Monumento as Culturas Tradicionais”, assim como um grande painel de azulejos para a escola “José Maria dos Santos” em Pinhal novo

 Ao longo de uma carreira artística, com mais de vinte anos, apresentou o seu trabalho em França, Bélgica Alemanha, Espanha e Portugal,  em mais de 60 exposições …

EXPOSIÇÕES

1979 - 1ª Exposição colectiva de desenhos “Bouse du Travail”, de St.Denis. França
1980 A 1985 - Várias exposições em vários pequenos lugares. Paris
1985- “Black and Rock” no Rex Club. Paris.
- “Galerie Bateau Gabes”. Issy les Moulineaux. França
1986 -14 Junho1 996 “les jeunes débarquent “ 1º leilão, “Maitre Binoche e
Godeau “Drouot .Paris.
- “Pochoir a la une “ Exposição colectiva na “Galerie du Jour”, Paris
-“Galerie Photo Graffiti”, colectiva e individual. Paris
- Centenário Mercedes, colectiva, nos locais da agência de publicidade
“Pulsion” e afixadas na rua pelos “Affichage Avenir”. Paris
- “les médias peintres” “Galerie J.M Patras”, Paris.
- “L’Avant Musée Beaubourg”, exposição colectiva. Paris
1987- Exposição no “Atelier du Spectacle”. Paris.
-”Préfiguration du Graffiti, duas exposições colectivas: no “Châteaux de Joreaux” e na “Librairie, L’autre Rive”. Maine et Loire| Paris
- Exposição “Histoire de Rocker, Maison de la Villette”.Paris.
1998 A 1999- “Shablemen ans Frankreich” exposições organizadas por”
Christophe.Maisenbacher e as edições “Fischer Boot” em vinte cidades em Alemanha
1990- “Galerie Anne Rouff”com A.L.Tony como convidado. Paris.
- “East Side, Gallerie” pintura sobre o muro de Berlim. Alemanha
- Obra pública, Escultura “O Lavrador” em ferramentas agrícolas já usadas pelos nossos antepassados. Aldeia da Dona, portugal
1991-”Galerie Anne Rouff”.Paris.
- “Galerie Christophe, 18 Av Matignon “.Paris
1992- Exposição colectiva “Espace Belleville”, “figuration fin de millénaire”,
1993- “Espace Cléau” …exposição colectiva. Paris.
1994- “Espace Império” e “Gallerie Magelan”, “Peintre portuguais de Paris”,
Exposição colectiva. Paris.
-Museu de Vilar Maior, exposição colectiva. Vilar Maior/ Portugal.
-”Puzzle da vida” Clube arte 50.Lisboa
1995-” O pintor elétrico”, na sede do jornal “Terras da Beira”. Guarda.
- Museu de Famalicão da serra. Exposição colectiva. Portugal.
Obra publica em ferro: “O Pastor a cabra e o cão” Aldeia da Dona, (P)
1996-”Tout Azimute” exposições em dois locais organizadas pelo Marchand de arte contemporânea - Arnaud Brumet. De 27 de Maio a 10 de Julho durante os Internacionais de ténis no recinto de “Rolland Garros”, Paris. - De 20 de Junho a 20 de Julho “Galerie Sanguine”. Paris.
– “Galerie le Garage”, 83510 Lougues, França
1997- “ L’origine de la Racine Tout Azimut” na sede da companhia de
Seguros”Império”. Paris
1998\ 1999- Tableau en stock- “Galerie le Singulier” .Paris
2000- Exposição colectiva “Boucherie D´Art”organização MDLC, galerie “le
Garage”, e itinerante em várias cidades do sul de França
- Obra publica Escultura “Lavrador de Salselas” encomendada pelo museu de Salselas Portugal
- Obra Publica, Escultura o “Cavador “ em ferro Aldeia da Dona, Portugal
2001- Exp. Colectiva. “AS CORES DA GUARDA 1” Paço da Cultura. Guarda.
2002- Exp colectiva “Comemoração do 25 de Abril” mostra Artistas do Concelho
do Concelho de Palmela, Cine teatro São João. Palmela.
-Exp. Colectiva – 1º Semana de Palmela em Jáveia. Expai d´Art. Lambere
Centro cultural. Jáveia/Espanha.
-Exposição “ZAPPING” Galeria do paço da cultura. Guarda.
Exposição colectiva Auditório Municipal. Pinhal Novo
2003-”CALEIDOSCÓPIO” exposição no Cine-teatro S. João. Palmela.
-Bienal do Avante, Seixal.
-Bienal de Coruche. 1º Salão de Artes Plásticas. Coruche.
- “Deixem-me dançar em variarias vibrações” Espaço PIA. Pinhal Novo.
2004- Exposição colectiva para o aniversário do espaço PIA. Pinhal Novo
- Exposição no café com Estoria. Setúbal
-Expo. Colec. “Stencil Project” “Association Art Longa”, “Espace Culturel
Multimédia” e “Espace Public Multimédia”. Paris
- Tela “Naissance de trait bleu em”Conferencia na exposição “son et lumière” Centro George Pompidou. Paris
- Expo. Colectiva. Galeria Ícone. Setúbal
2005- Exporádico 2005. Exposição de Artes fábrica GUSTON, Alhos Vedros, Portugal.
Exposição, Gritos soltos na minha memória, Biblioteca-museu Republica e
Resistência. Lisboa
Museu Republica e Resistência Lisboa.
- Exposição no espaço da Setcom. Quinta do Anjo.
- Bienal do Avante 2005
- Bienal de Coruche 2º edição
Obra Publica, “Alegria” escultura em cimento Pintado, Aldeia da Dona Portugal
2006- Expo: Galeria Santa Teresa. Setúbal
Exposição colectiva: VERNISSAGE D´ART Pousada de Palmela
Expo :”PARADIGME” Galerie GARAGE”. Lorgues / France
Expo: GALERIA BLEU BOEUF em Puget-ville / France
2007- Expo: RESQUÍCIOS DE MITOS NUM ENSEJO DE AMPLIAR. Galeria do
Paço da Cultura. Guarda
- Bienal do Avante 2007. Seixal
- Expo: “Romance de mundos”. Espaço “O sol moí o pai”. Pinhal Novo
- Exposição colectiva “Aquilo à Mostra!”. Galeria do Paço da Cultura. Guarda
- Exposição na velha estação da CP do Pinhal Novo, Artista plástico convidado no festival de amostra de cinema alternativo, “O Cão Amarelo”
2008- Grande escultura em obra publica, monumento as culturas tradicionais e aos Gigantones para a vila de Pinhal Novo
-Painel de Azulejo de 4mx2,50m para a escola José Maria Dos Santos em Pinhal Novo
- Exposição no Museu do Sabugal
2009- Pintar, 20 anos de pois o muro de Berlim que já tinha pintado em 1990 para os 20 anos da queda. Berlim Alemanha
Galeria Fabula Urbis, Exposição “Os elétricos”. Lisboa
2010- Exposição, Biblioteca Camões Lisboa
-Exposição colectiva, projeto KOLOROFON, Gdynia Polónia
2011- Fragmentos de tempos. Galeria da Biblioteca de Palmela. Portugal
2012- Atelier de pintura mural e exposição. Caixa de Pandora Pinhal Novo. Portugal
         - Galeria Fabula Urbis, exposição “Fado singular”. Lisboa
         - Exposição “Momentos volúveis” no auditório do Pinhal Novo. (Associação “ODISSEIA”)
       - Exposição “Fado singular” na parede do Café concerto do Teatro Municipal da Guarda
2013- Projeto: King’s Queer Art Collection covers. França
         - Galeria Fabula Urbis, exposição “A Risco hei desassossegar em Pessoa”. Lisboa
- Cenário para Peça de Teatro “putos” Pinhal Novo
- La King's Queer Art Collection.  Exposição na galeria Dufay/Bonnet, Paris.                                               
2014- King's Queer art Collection. exposição na galeria ASSOCIATION-ART, Trevoux France                                            
- King's Queer art Collection. Em Tahiti.France.
 Exposição “Le corps dérangé/dérangeant de la femme” Walls and Rights #2. Pantin, Paris
Exposicão Desalinhada no espaço cultural da Adega da ASL. TOMÉ (Family Wines). Pinhal Novo
        -Ao logo destes anos, também foi produzido: Banda Desenhada, Ilustração, Cartazes, azulejos, videoarte, Cenários param o teatro Performance, Impensamentais e outras actividades ….

Agenda..