Outubro 2015

 

Colectiva

 
 

Pintura

 
Alfredo Luz Bela Silva Daniel Vieira
Isabel Bomba
K!m Prisu
Mário Branco

 

10 de outubro de 2015 a 31 de janeiro de 2016

Aberto todos os dias: das 10h30 às 13h30 e das 15h às 20h

 

Alfredo Luz

Nasceu em Riomeão, Santa Maria da Feira, em 1951.
Leccionou a disciplina de Educação Visual antes de se dedicar em exclusivo à pintura. Tem obra gráfica publicada por diversas editoras, galerias e instituições públicas e privadas. Desde 1982, realizou dezenas de exposições individuais e colectivas em Portugal, Bélgica, Macau, Espanha, França e Chile. Está representado em colecções públicas e privadas, com destaque para a Fundação Eugénio de Andrade (Porto), Câmara Municipal de Bobigny (França), Caixa Geral de Depósitos e EPAL (Lisboa). Premiado em Pintura e Desenho, foi objecto da dissertação de mestrado da, UNL “A Fortuna Crítica do Surrealismo em Portugal. Dos Pioneiros a Alfredo Luz" (M. Raquel Costa, 2011).
“(...) A pintura de Luz é um modo de resistência: paisagens que se refazem nas imagens justapostas, que reconstroem o seu mundo com imagens a partir das cores telúricas a projectar para a mente uma agressiva suavidade feita de carinhos por um espaço que foi seu (...)” (Nuno Rebocho)

Ver mais em:
http://www.alfredoluz.com
http://www.artafrica.info/html/artistas/artistaficha.php?ida=198

Bela Silva

Nasceu em Lisboa. É diplomada em escultura pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa e mestre em Arte pelo Institute of Chicago. Leccionou a disciplina de Educação Visual antes de se dedicar em exclusivo a diversas áreas artísticas, da cerâmica à pintura, da escultura à ilustração. A obra de Bela Silva é muito marcada pelo humor e pelas suas viagens e residências artísticas. Tem participado em dezenas de exposições individuais e colectivas. As suas obras de arte pública, em painéis de azulejos, podem ser apreciadas na estação de Metro de Alvalade (Lisboa), no Sakai Cultural Center (Japão) ou na escola João de Deus (Açores).

Ver mais em:
http://www.belasilva.com

Daniel Vieira

Nasceu em Alte em 1937)
Por influência de seu pai, dedicou-se à pintura desde muito jovem.
Licenciou-se em pintura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, onde se especializou em gravura, com os mestres Teixeira Lopes e Matilde Marçal.
Foi membro da Sociedade de Gravadores Portugueses, tendo recebido vários prémios nesta especialidade.
Fundou, em Alte, a “Horta das Artes – Centro de Artes e Culturas”, projecto plural que engloba, além das artes plásticas, a música, o teatro, o cinema.
A sua vasta obra de pintura e gravura que está representada em vários museus e colecções particulares, em Portugal e no estrangeiro, reflecte a paixão do artista pela etnografia e pela música popular.

Ver mais em:
http://mareraizes.blogspot.pt/2009/06/entrevistareportagem-com-daniel-vieira.html

Isabel Bomba

Nasceu em Lisboa no mês de Maio de 1949.
Diplomada pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, foi professora de Educação Visual e expõe desde 1977, tendo participado em mais de 30 exposições individuais e colectivas de pintura e de livros de artista. Está representada em diversas colecções particulares e no Museu de Arte Contemporânea de Nuremberga na Alemanha.

A obra de Isabel Bomba é feita de memórias e de emoções expressas através de um jogo de harmonias cromáticas, em que se destaca a precisão da estrutura compositiva e a exploração da matéria, consubstanciadas em manchas largas ou em pequeníssimos detalhes reveladores de uma imensa sensibilidade e apuro técnico. (Anabela Mendes)

Ver mais em:
http://www.fabula-urbis.pt/expo_Isabel_Bomba.html

K!m Prisu

Nasceu em Aldeia da Dona (Guarda) em 1962. Iniciou o seu percurso artístico em França onde fundou, com outros pintores, o movimento artístico Nuklé-Art (arte global) ligado à nova figuração e à sreet art . Expõe desde 1979 em França, Portugal, Alemanha, Espanha e EUA.
Para além da pintura, tem realizado arte pública, banda desenhada, videoarte, azulejos, cenários para teatro e ilustração, de que se destaca a pintura realizada no muro de Berlim em 1990, a convite da East Side Gallery.

Ver mais em:
https://fr.wikipedia.org/wiki/Kim_Prisu
http://kim-prisu.blogspot.pt

Mário Branco

Nasceu no Barreiro em 1957.
Dedica-se em exclusivo à pintura desde 1994 e expõe regularmente desde 1995. Das diversas exposições realizadas, destaca-se a sua participação em 1998 na Bienal de Paris “Grands et jeunes d’aujourd’hui” (Selecção do Júri). Tem obra editada pelo Centro Português de Serigrafia. Está representado em várias colecções particulares.

 “Drama: irremediável presença atrás das harmonias. Dissonância e divergência resolvidas por suaves intersecções ou por sobressaltos e surpresas.
Impressões de uma pintura escrupulosa, humana, infinitamente distante de estéticas de indiferença.” (Carlos Pinto)

Ver mais em:
http://www.fabula-urbis.pt/expomariobranco2008.html

Agenda..