Julho 2007

 

QUINTA-FEIRA, 19

21h30

MÁRIO DE CARVALHO

fala sobre

Fábulas da Cidade

Mário de Carvalho (Lisboa 1944)

Formou-se em Direito pela Universidade de Lisboa em 1969. Inicia-se, durante o curso, na actividade política, envolvendo-se nas lutas estudantis que em Portugal se produziram na década de sessenta. Mais tarde, já durante o serviço militar, é preso também por razões políticas, tendo partido para o exílio em 1973 (França e Suécia) e regressado a Portugal após a revolução de Abril de 1974.
Advogado e jornalista, estreou-se como escritor no volume antológico Mar, (Lisboa, 1981), publicando no ano seguinte o seu primeiro livro, Contos da Sétima Esfera. Desde então, tem mantido um ritmo de publicação e um nível de recepção crítica e pública das suas obras que o situam entre os mais importantes ficcionistas portugueses da actualidade.

Com uma escrita reveladora de um grande domínio da língua, um estilo que não se consegue situar em escola alguma e onde se sentem influências de grandes mestres clássicos da literatura portuguesa, como Camilo ou Garrett, num registo que, no entanto, se destaca pela sua extrema modernidade, Mário de Carvalho percorre uma variedade de temas, géneros e tempos históricos com a mesma aparente facilidade, cultivando um registo frequentemente irónico, e mesmo humorístico, com várias incursões pelo domínio do fantástico.

A sua obra como dramaturgo é igualmente uma das mais interessantes que surgiu na última década em Portugal, tendo sido levadas à cena algumas das suas peças pelos grupos "O Bando" (Estilhaços, a partir de “O sentido da Epopeia”, em 1989), "Novo Grupo" (“A rapariga de Varsóvia”, em 1991) e pelo Teatro da Malaposta (“Haja Harmonia”, 1997 e “Se Perguntarem por mim não Estou”, 1999). Mário de Carvalho é ainda autor de diversos guiões, diálogos e adaptações para televisão e de um guião para cinema.
Leccionou escrita de argumento no departamento de Cinema da Escola Superior de Teatro e Cinema entre 1999 e 2001 e, entre 2000 e 2002, ministrou dois cursos de Mestrado em Estudos de Teatro na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, leccionando Escrita de Teatro. Em 2003 dirigiu oficinas de Escrita Criativa organizadas pelo IPLB (Instituto Português do Livro e das Bibliotecas) e pela SPA (Sociedade Portuguesa de Autores).

 

 

 

 

 

 

 

 

BIBLIOGRAFIA ACTIVA

Contos da Sétima Esfera (Contos), 1981 ; 1998
Casos do Beco das Sardinheiras (Contos), 1982 ; 2004
O Livro Grande de Tebas, Navio e Mariana (Romance), 1982 ; 1999
A inaudita guerra da Avenida Gago Coutinho (Contos), 1983 ; 2004
Fabulário (Contos), 1984 ; 1998
Era Uma Vez um Alferes (Conto), 1984 ; 1985
Contos Soltos, reunião de contos soltos publicados na imprensa (Contos), 1986
A Paixão do Conde de Fróis (Romance), 1986 ; 2004
E se Tivesse a Bondade de Me Dizer Porquê?, originalmente publicado no Diário de Notícias (Folhetim), em colab. com Clara Pinto Correia, 1986 ; 1996
Os Alferes, inclui Era Uma Vez um Alferes (Contos), 1989 ; 2000
Quatrocentos Mil Sestércios seguido de O Conde Jano (Novelas), 1991 ; 2001
Água em pena de pato (Teatro), 1991
Um Deus Passeando pela Brisa da Tarde (Romance), 1994 ; 2003
Era Bom que Trocássemos Umas Ideias Sobre o Assunto (Romance), 1995 ; 2003
Apuros de um Pessimista em Fuga (Novela), 1999
Se Perguntarem por Mim, Não Estou seguido de Haja Harmonia (Teatro), 1999
Contos Vagabundos, recolha de 20 anos de publicação avulsa (Contos), 2000
Fantasia para dois coronéis e uma piscina (Romance), 2003 ; 2004
O Homem que Engoliu a Lua (Infanto-juvenil), 2003

 

BIBLIOGRAFIA PASSIVA

Constâncio, Natália. Paixão, Aleivosia e Morte em Conde Jano de Mário de Carvalho,  1ª edição, Lisboa: Apenas Livros, 2004
Corrêa, Rosita Silveirinha Paneiro. O Fantástico - Espaço de Liberdade - em Mário de Carvalho, Rio de Janeiro: Faculdade de Letras da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 1990
Gouveia, Teresa Isabel Gonçalves. O fantástico na produção contista de Mário de Carvalho, Vila Real: Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, 2001
Marinho, Maria de Fátima. O sentido da história em Mário de Carvalho, Porto: Faculdade de Letras de Universidade do Porto, 1996
Marinho, Maria de Fátima.  O romance histórico em Portugal, Porto: Campo das Letras, 1999
Relvão, Madalena M. Marques Neves. Estratégias de Subversão em Mário de Carvalho, Aveiro: Universidade de Aveiro, 1999
Ruas, Manuel. "Água em pena de pato" de Mário de Carvalho: Um teatro do desencanto, Lisboa: Caminho, 2002