Junho 2019

​

Sábado, 29, 18h30

​

Luís Osório  apresenta o livro 

​

Se um dia voltares

​

Paulo José Costa (texto)  & Hirondino Pedro Duarte (arte)

Neste trabalho urdido a várias mãos, Paulo José Costa redigiu um texto em prosa poética,«carta de marear» em cuja dimensão espácio-temporal suscita uma ambivalência propositada, gerando no leitor a sensação de temporalidade difusa, algo que transcende o próprio tempo físico, ainda que pejado de componentes do passado, re-experienciados num presente sonhado. A concretude e tangibilidade da narrativa é onírica, causando mistério e comoção em torno da âncora que se busca, interiormente num enredo contemplativo. Hirondino Pedro conferiu à narrativa uma outra poética, aguarelada e de respiração inaudita, abrindo o horizonte da leitura para uma atmosfera sincrética e ampla, como se fora uma janela de quimeras infindáveis. É o entorno poético possibilitando as várias leituras e interpretações, mergulhando-nos no imaginário do Mar e das suas facetas, incitando os sentidos e as emoções mais primordiais, alojados nos “sulcos informes do coração”.

Paulo José Costa

Nasceu (1976) em Leiria, onde reside e exerce actividade profissional enquanto Assistente de Psicologia do Serviço de Pediatria do CHL, EPE e Consulta Psicológica com Crianças, Adolescentes e Jovens.

É autor de vários trabalhos no domínio da Psicologia, sendo co-autor, com Susana Heleno e Carla Pinhal do Livro “Juntos no Desafio – Programa de Competências Parentais”, (Textiverso, 2010).

No domínio da Poesia, publicou “Sopro da voz” (Textiverso, 2011) e na Literatura Infantil, “O menino que acordava as estrelas” (Textiverso, 2013), livro ilustrado por Nídia Nair Marques. 

É, também, autor do livro de poemas que deu origem ao rojecto poético – fotográfico “Vizinhança de Olhares” em colaboração com a Fotógrafa Sara Fabião (Textiverso, 2014). Em 2017, publicou o Livro de Poesia, “Casa Alta” com ilustração da Artista Plástica Sílvia Patrício, livro-objecto com Design Gráfico de Paulo Fuentez. 

Está representado em diversas Antologias de Poesia em Portugal e em Espanha (No Resignación - Antologia Poética de Salamanca, 2016, coordenada pelo poeta hispano-peruano Alfredo Pérez Alencart).Mais recentemente, colaborou na Revista NERVO | Colectivo de Poesia (NERVO/5 – Maio / Agosto 2019), sob a coordenação de Maria F. Roldão.

​

Hirondino Pedro

Nasceu em 1964, dedicando-se às artes plásticas nas vertentes de pintura, escultura, instalação, ilustração e cenografia, tendo participado de forma continuada em exposições individuais e coletivas desde 1981. Licenciado em Animação Cultural, tem promovido a formação do ensino artístico, enquanto mentor e formador no Ateliê das Artes.

​

​

Luís Osório  

Aos 47 anos, Luís Osório é hoje mais um escritor do que um jornalista. “Mãe – Prometes-me que Lês?” é o sétimo livro de uma obra iniciada com “Queda de um Homem”, o seu primeiro romance. 

Foi diretor de jornais e de uma estação de rádio. 

Autor de programas de televisão e rádio, encenador, consultor empresarial e comentador político, foi galardoado com os prémios Sete de Ouro,  Gazeta Revelação, o Prémio Inovação Manuel Pinto Azevedo, sendo nomeado três vezes para os Globos de Ouro pela autoria de Portugalmente e Zapping. É pai de André, Miguel, Afonso e Benedita.

Agenda